Não importa que algo de bom tenha acabado. O que importa é que algo de bom tenha acontecido.

E por Falar Poesias...

e eu ainda tenho vontade de cantar "Darlin' be home soon"...

Textos

Mas eu não vou embora
(Dedicado a Lú – a preciosa rosa do pequeno príncipe) 


as eu não vou embora
carregando comigo as minhas ansiedades,
carregando sonhos impossíveis ou desfeitos.
Estes eu os deixo por aqui,
do mesmo modo que tudo o mais.

Quando eu for embora,
quando enfim chegar a hora,
quero estar sorrindo sorrisos jamais imaginados,
mesmo que imaginários,
quero estar mais leve que o ar,
quero ser bruma, sopro, vento
e a transparência dos meus sentimentos
hão de por fim me denunciar
quando enfim eu for transparente ao teu olhar.

E já então nada mais lamente,
que a minha lembrança te faça contente,
e que por fim te contente
o que eu pude te dar.

Eu sei que não foi nada o meu tudo,
mas foi sobretudo sincero.


Lucas Castro
Enviado por Lucas Castro em 22/12/2006
Alterado em 21/01/2009
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Lucas Castro e o site www.eporfalarpoesias.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras